Translate...

Sobre você...

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Loading...

Chute o Lula

quinta-feira, 7 de março de 2013

Cláudio Cajado - DEM/BA... Foda-se!

Pode tirar o blog do ar, pode me processar, pode tudo... Não vou me calar sobre isso por medo de qualquer coisa... Vocês cagam na cabeça da população, retribuo na mesma moeda e farei do ilustre, meu alvo.
É um absurdo, mas não é de espantar ninguém que finalmente uma corja de deputados safados tenham sido beneficiados por uma liminar que obriga o Google retirar do ar conteúdo que os ofenda.
"Uma decisão liminar da Justiça comum de Brasília determinou que o Google retire do ar vídeos e textos de blogs hospedados no portal com informações consideradas ofensivas a deputados. A primeira decisão beneficia o deputado Antonhy Garotinho (PR-RJ), líder da bancada na Câmara, que teve 11 vídeos divulgados pelo Google e que agora devem ser retirados do ar. Os deputados Dudu da Fonte (PP-PE ), José Carlos Araújo (PP-BA) também ganharam liminar na Justiça e os blogs com ofensas aos dois serão retirados do ar. O processo na Justiça foi impetrado pelo procurador da Câmara, Cláudio Cajado ( DEM-BA)".
A canalhada se mobiliza para calar a opinião pública, e tem como primeiro beneficiado o maior pilantra que já passou pelo governo do Estado Do Rio De Janeiro, Antonhy Garotinho... Logo ele que postou em seu blog imundo vídeos onde se via o atual governador do Rio, Sergio Cabral, divertindo-se em um show na Europa em companhia de Fernando Cavendish... Francamente, Garotinho... Você é o lixo do lixo do lixo!
Esperamos ansiosos que o Google recorra da decisão.
Fonte: Revista Época / Google.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Fora do ar...

Por motivos de saúde estarei ausênte por um tempo... Deixo aqui um abraço e espero retornar em breve.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

IML divulga lista parcial de mortos em acidente em Guapimirim...





Imagens: Jornal Extra

O Instituto Médico Legal (IML) divulgou lista parcial com os nomes de cinco mortos no grave  acidente de ônibus ocorrido na tarde desta segunda-feira (22), na altura do km 102 da rodovia Rio-Teresópolis (BR-116), e que subiu para 12 mortos e 18 feridos. 
São eles: Eduardo Fernandes, José Neves, de 59 anos, Maria Aparecida Mota Neves, de 55, Edson da Silva Morais e Lúcia Morais.
Segundo peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, o tacógrafo, que registra a velocidade do ônibus, marcava 80 km/h. A velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A polícia também afirmou que não há marcas de freio.
A 1001 informou que faz manutenção constante nos veículos e que vai investigar se o veículo acidentado havia tido o freio inspecionado recentemente. A companhia disse que vai divulgar o nome dos mortos nesta terça-feira (23) e disponibilizou para os parentes das vítimas telefones (0800 941 3334, (11) 5060-5610 e (11) 5069-1177) para informações sobre o estado de saúde dos internados.
Fonte: O Globo

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Guapimirim: Acidente com ônibus da 1001 deixa ao menos 11 mortos...

Foto de Domingos Peixoto - Agência O Globo.


Um acidente com um ônibus da Viação 1001, na tarde desta segunda-feira (22), provocou pelo menos 11 mortes, entre as quais a do motorista, e deixou pelo menos 20 pessoas feridas na rodovia BR-116 (Rio-Teresópolis), na região serrana do Rio de Janeiro. O veículo descia a serra em direção à capital fluminense quando tombou na pista e acabou caindo em uma ribanceira na altura de Guapimirim, na Baixada Fluminense.
O Corpo de Bombeiros (CBMERJ), que enviou para o local equipes de quatro quartéis para atuar no resgate, informou que dez corpos de vítimas fatais ainda estão no local, estando a maioria presa entre as ferragens. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), seis feridos foram encaminhados para o hospital das Clínicas de Teresópolis e ainda não há detalhes quanto ao estado de saúde dos pacientes.
Feridos também estão sendo levados para hospitais de Saracuruna, na cidade de Duque de Caxias, Miguel Couto, na Gávea zona sul da capital fluminense, Souza Aguiar, na zona portuária do Rio, entre outros. Em entrevista à rádio CBN, o chefe da delegacia da PRF em Magé, inspetor Paulo Sérgio Gama da Luz, afirmou que as circunstâncias do acidente já estão sendo investigadas. Os peritos trabalham com duas hipóteses: defeito mecânico ou a possibilidade de o motorista ter se sentido mal ao volante.
Luz afirmou ainda que o ônibus se chocou com outros veículos antes de despencar na ribanceira. Um dos motoristas cujo veículo teria sido atingido pelo ônibus fez o registro de ocorrência no posto da PRF.
O ônibus havia partido da cidade de Itaperuna, às 9h desta segunda-feira (22), no noroeste do Estado, com pelo menos 29 passageiros --segundo a empresa, o veículos fez várias paradas no caminho para o ingresso de novos passageiros. O acidente ocorreu às 14h25.
O trecho entre os quilômetros 102 e 103, nas proximidades da Casa dos Queijos, que havia sido interditado para facilitar o trabalho de resgate, já foi liberado para o tráfego. No entanto, há um intenso congestionamento na região, e o motorista deve redobrar a atenção, segundo a concessionária CRT (Rio-Teresópolis).
Fonte: Notícias UOL.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

José Genoíno e a semente do mal...

O governo e figuras políticas nos contemplam respectivamente com pão e circo.
Foi assim nessa quarta-feira 10/10 no pronunciamento feito entre lágrimas por Eduado Suplicy.
Ele leu a carta da filha de José Genoíno.
Genoíno é o caso mais retumbate de uma missão não concluida e que permitiu que esse pária saísse vivo do Araguaia.
Essa carta é uma peça de ficção e relata a visão de alguém que vê outro como herói.
Coisa de filho amantíssimo.
Esse Genoíono descrito não existe e nunca existiu e é apenas a visão caleidocópica de uma filha sobre seu pai.
Genoíno sempre foi um canalha covarde.
Sequer teve a dignidade de morrer em combate.
Foi capturado como um rato, que sempre foi.
E como rato se instalou nos porões da política brasileira.
Lá encontrou seus pares e fez morada... Reproduzi-se, e do fruto da procriação veio essa carta que segue abaixo:

"A coragem é o que dá sentido à liberdade.
Com essa frase, meu pai, José Genoino Neto, cearense, brasileiro, casado, pai de três filhos, avô de dois netos, explicou-me como estava se sentindo em relação à condenação que hoje, dia 9 de outubro, foi confirmada. Uma frase saída do livro que está lendo atualmente e que me levou por um caminho enorme de recordações e de perguntas que realmente não têm resposta.
Lembro-me que quando comecei a ser consciente daquilo que meus pais tinham feito e especialmente sofrido, ao enfrentar a ditadura militar, vinha-me uma pergunta à minha mente: será que se eu vivesse algo assim teria essa mesma coragem de colocar a luta política acima do conforto e do bem estar individual? Teria coragem de enfrentar dor e injustiça em nome da democracia?
Eu não tenho essa resposta, mas relembrar essas perguntas me fez pensar em muitas outras que talvez, em meio a toda essa balbúrdia, merecem ser consideradas…
Você seria perseverante o suficiente para andar todos os dias 14km pelo sertão do Ceará para poder frequentar uma escola? Teria a coragem suficiente de escrever aos seus pais uma carta de despedida e partir para a selva amazônica buscando construir uma forma de resistência a um regime militar? Conseguiria aguentar torturas frequentes e constantes, como pau de arara, queimaduras, choques e afogamentos, sem perder a cabeça e partir para a delação?
Encontraria forças para presenciar sua futura companheira de vida e de amor ser torturada na sua frente? E seria perseverante o suficiente ao esperar 5 anos dentro de uma prisão até que o regime político de seu país lhe desse a liberdade?
Você seria corajoso o suficiente para enfrentar eleições nacionais sem nenhuma condição financeira? E não se envergonharia de sacrificar as escassas economias familiares para poder adquirir um terno e assim ser possível exercer seu mandato de deputado federal? E teria coragem de ao longo de 20 anos na câmara dos deputados defender os homossexuais, o aborto e os menos favorecidos? E quando todos estivessem desejando estar ao seu lado, e sua posição fosse de destaque, teria a decência e a honra de nunca aceitar nada que não fosse o respeito e o diálogo aberto?
Meu pai teve coragem de fazer tudo isso e muito mais. São mais de 40 anos dedicados à luta política. Nunca, jamais para benefício pessoal. Hoje e sempre, empenhado em defender aquilo que acredita e que eu ouvi de sua boca pela primeira vez aos 8 anos de idade quando reclamava de sua ausência: ‘a única coisa que quero, Mimi, é melhorar a vida das pessoas...’
Este seu desejo, que tanto me fez e me faz sentir um enorme orgulho de ser filha de quem sou, não foi o suficiente para que meu pai pudesse ter sua trajetória defendida. Não foi o suficiente para que ganhasse o respeito dos meios de comunicação de nosso Brasil, meios esses que deveriam ser olhados através de outras tantas perguntas...
Você teria coragem de assumir como profissão a manipulação de informações e a especulação? Se sentiria feliz, praticamente em êxtase, em poder noticiar a tragédia de um político honrado? Acharia uma excelente ideia congregar 200 pessoas na porta de uma casa familiar em nome de causar um pânico na televisão? Teria coragem de mandar um fotógrafo às portas de um hospital no dia de um político realizar um procedimento cardíaco? Dedicaria suas energias a colocar-se em dia de eleição a falar, com a boca colada na orelha de uma pessoa, sobre o medo a uma prisão que essa mesma pessoa já vivenciou nos piores anos do Brasil?
Pois os meios de comunicação desse nosso País sim tiveram coragem de fazer isso tudo e muito mais.
Hoje, neste dia tão triste, pode parecer que ganharam, que seus objetivos foram alcançados. Mas ao encontrar-me com meu pai e sua disposição para lutar e se defender, vejo que apenas deram forças para que esse genuíno homem possa continuar sua história de garra, honestidade e defesa daquilo que sempre acreditou.
Nossa família entra agora em um período de incertezas. Não sabemos o que virá, e, para que seja possível aguentar o que vem pela frente, pedimos encarecidamente o seu apoio. Seja divulgando este e/ou outros textos que existem em apoio ao meu pai, seja ajudando no cuidado a duas crianças de 4 e 5 anos que idolatram o avô e que talvez tenham que ficar sem sua presença, seja simplesmente mandando uma palavra de carinho. Neste momento, qualquer atitude, qualquer pequeno gesto nos ajuda, nos fortalece e nos alimenta para ajudar meu pai.
Ele lutará até o fim pela defesa de sua inocência. Não ficará de braços cruzados aceitando aquilo que a mídia e alguns setores da política brasileira querem que todos acreditem e, marca de sua trajetória, está muito bem e muito firme neste propósito, o de defesa de sua inocência e de sua honestidade. Vocês que aqui nos lêem sabem de nossa vida, de nossos princípios e de nossos valores. E sabem que, agora, em um dos momentos mais difíceis de nossa vida, reconhecemos aqui humildemente a ajuda que precisamos de todos, para que possamos seguir em frente.
Com toda minha gratidão, amor e carinho,
Miruna Genoino
09/10/2012. ”


E eu que pensei que nessa altura da vida já havia visto de tudo.
Francamente, Suplicy... Vá à merda!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Receita Federal atropela à lei...

Dois pesos e duas medidas... É assim que atua o governo quando é por seus próprios interesses na sanha arrecadatória que lhe é caracteristica.
Desde 2001 a Receita Federal vem quebrando sigilos bancários sem autorização judicial.
Desde 2001, já rompeu mais de 80 mil sigilos bancários no rastreamento de 16.142 contribuintes.
Desde 2001 recuperaram R$ 56 bilhões.
Desde 2001 vem descumprindo à lei.
O cidadão para fazer valer seus direitos em casos que envolvam às esferas municipais, estaduais ou federal, tem que recorrer ao judiciário.
Estado Democrático de Direito funciona assim.
A Receita Federal não parece observar essas normas.
O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em recurso extraordinário, deu ganho de causa à empresa GVA Indústria e Comércio, que questionara o acesso a seus extratos bancários pelo Fisco sem autorização judicial prévia.
Mas e os bancos?
Como eles fornecem essas informações sem autorização da justiça?
Será que seus departamentos jurídicos desconhecem a ilegalidade disso?
Duvido.
Só não querem comprar briga com o governo, afinal, é lá que "mamam".
Se o STF confirmar que a lei é inconstitucional, quem pagou imposto a partir dessas fiscalizações terá direito a reclamar restituição.
A Receita deve fiscalizar movimentações suspeitas, mas só pode ter acesso a dados bancários mediante decisão judicial e justificada, assim como ocorre com o Ministério Público. Os fins não justificam os meios. Para prender o bandido, o Estado tem de transgredir a lei? — diz José Carlos Cal Garcia, advogado da GVA.
Que se cobre de sonegadores o que é devido.
É justo.
Mas que se cumpra os ritos legais.
Forte abraço!

Fonte: O Globo

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Ciro Darlan... O obtuso "legalista".

Ciro Darlan, hoje desembargador, ontem o cara que mandou prender um pai que bebia cerveja com o filho de 16 anos, libertou a quadrilha que invadiu o hotel Intercontinental fortemente armada e fez vários reféns... O motivo?... Decurso de prazo!
Ele, o justo, põe na rua um monte de criminosos que não se importam em matar para atingir seus objetivos.
Só que vitimarão pessoas comuns, infelizmente.
O Desembargador tem escolta armada.
Como todo agente público, seja ele um imbecíl ou não, tem essa prerrogativa... Como fica sua consciência, desembargador?... Se é que o senhor possui uma.
O que falta nesse país é que danos produzidos por decisões irresponsáveis como essa atinjam suas famílias.
Uma pena que não atinjam.
Gostaria de ver se teríamos isonomia no julgamento.
No cú, desembargador!
O senhor ignora ser um árbitro, e que em nome do coletivo deveria zelar pela segurança de todos.
"Dura lex, sed lex" no cú dos outros é refresco!