Translate...

Sobre você...

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Chute o Lula

terça-feira, 31 de julho de 2007

O Pan e o Punho


Terminados os jogos Pan-Americanos,volta à cena a velha questão da insegurança no Rio de Janeiro.Foram 17 dias onde o carioca pode conviver de forma saudosa com uma sensação que não lembrava mais possuir; O de ir e vir em paz!...Mas,os jogos chegaram ao fim,e me pergunto se os bons números conseguidos com a presença em massa de vários agentes de segurança nas ruas, continuará...Deu para perceber que não temos porque temer a Paz, embora haja um esforço gigantesco da "omissão oficial", em nos manter em permanente estado de sítio. Se essa sensação de paz podia ter sido proporcionada antes, porque não foi?...E agora, dois dias depois de encerradas as competições, porque os tiroteios em favelas recomeçaram?...Estará o carioca de volta a rotina de violência sem fim?...Como então, terá sido conseguida aquela paz temporária?...É no mínimo estranho este retorno à barbárie,e me faz pensar em um "grande acordo" entre mocinhos e bandidos para vender uma imagem de "Cidade do Pan e da Paz"!...É sempre bom lembrar,que gigantescos interesses econômicos estão por trás da preservação desta imagem de cidade segura,e para isto basta lembrar que as imagens geradas pela organização do evento,não exibiam sequer cenas de brigas entre jogadores ou mesmo torcida,como se o mundo inteiro não soubesse o que se passa aqui!...Apesar de aspectos tremendamente positivos,fica a impressão de que varremos o lixo para baixo do tapete,e que agora chegou a hora de colocar o tapete em outro lugar!...Que tudo de bom que ocorreu na cidade,fique como uma herança que tenha bons frutos, mesmo sob o forte punho do Estado.

4 comentários:

Letinha disse...

Oi Sérgio.
Penso que tenha ocorrido isto:"grande acordo" entre mocinhos e bandidos.

Rosangela disse...

Sérgio,

Pegando reboque no seu texto, assisti uma senhora ontem na TV, dizendo ser uma pena ter acabado o PAN, por que ela, acostumada a caminhar nos arredores do maracanazinho, não teria tanta certeza de estar segura, com a saída das viaturas ali estacionadas...Isto denota que a segurança, direito assegurado constitucionalmente ao cidadão, é pura fachada, uma sensação utópica de estarmos imunes as "balas achadas".È uma pena...

Nane Costa disse...

Olá Sergio, Concordo com o você, A "paz no Rio" teve dia e hora para chegar e ir embora, com o fim do PAN!!! Adeus "PAnZ". Bjs
Este País é uma vergonha!!!!!!!

Leonardo disse...

Com certeza foi acordão.

Mais o que aconteceu antes do PAN é que foi uma vergonha maior ainda, a Polícia ocupoua favela e saía cadáver a torto e a direito. Sítio total.

Mais uma coisa eu tenho de concordar, essa pressão sobre o tráfico deu certo. O Povo carioca tem de entender que a Polícia não é o problema, a polícia é a solução e aquela permanência nas entradas das favelas sufocaram o tráfico e os caras tavam desesperados.

Isso para mim teve um, mais só um aspecto positivo, que é o pensamento de que TEM JEITO.