Translate...

Sobre você...

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Chute o Lula

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Skinheads do "Schweizerische Volkspartei" (Partido do Povo Suíço) atacam brasileira grávida...





A brasileira Paula Oliveira, 26 anos, foi agredida a golpes de estilete por três homens com o cabelo raspado, na última segunda-feira, em Dübendorf, na Suíça. A jovem estava no terceiro mês de gravidez de gêmeos, e perdeu os bebês devido a violência.
Segundo a cônsul-geral do Brasil em Zurique, Vitória Cleaner, Paula não corre risco de morte e já voltou para casa. Seu pai, Paulo Oliveira, secretário parlamentar do deputado federal Roberto Magalhães (DEM-PE), viajou à Suíça e já se encontra com a filha.
Por todo o corpo de Paula, os skinheads escreveram, a golpes de estilete, a sigla SVP (Schweizerische Volkspartei, ou, em português, ou Partido do Povo Suíço). O partido é conhecido no país por suas idéias ultra conservadoras.
De acordo com a cônsul-geral, o crime pode ter motivações políticas, já que no domingo o SVP sofreu uma derrota nas urnas. "Os cidadãos suíços votaram sim pela livre circulação de pessoas da União Europeia, no domingo. Isso pode ter levado os homens a descontar a raiva pela derrota na brasileira", explicou Vitoria.
Morando em Zurique há apenas dois meses, Vitoria se espantou com a violência do caso. "Não se escuta falar de agressões na Suíça. Pelo menos não na mídia. Meus colegas que já estão há mais tempo no país sempre falam da segurança exemplar da Suíça. Pelo jeito, não é tão seguro assim."
A brasileira foi atacada às 19:30h (hora local) quando falava ao telefone celular com a mãe, perto de uma estação de trem. Até agora a polícia suíça ainda não se pronunciou sobre o caso. "Pretendemos entrar em contato com a chefia da polícia para obter mais informações", disse a cônsul.
O que causou surpresa foi a declaração da cônsul brasileira:
Ao perguntar ao agente de polícia suiço sobre detalhes do caso, rudemente o agente disse que ela deveria pedir mais informações a vítima... Imbecís são iguais tanto no primeiro como no terceiro mundo.
Paula deve voltar ao Brasil para descansar em Recife, onde mora a família.

Fonte: UOL Notícias.
Imagens: Google/Blog do Noblat

5 comentários:

Fernando disse...

O tratamento rude do agente de segurança pode ser um problema de educação ou apenas uma forma de lidar com um país que defende terroristas como o Battisti. O mundo não está vendo com muitos bons olhos a diplomacia brasileira.
Agora, o ataque à brasileira mereceria protestos veementes do planalto, mas como estão meio que sem condições de cobrar algum posicionamento de quem quer que seja, essa barbaridade que fizeram com a jovem advogada vai cair no esquecimento e o homicídio que cometeram contra seus filhos terá tratamento de crime político e vai acabar tudo em pizza.

Vivian disse...

Paula é uma brasileira.

mas isso poderia acontecer
com qualquer mulher
de qqr parte do mundo,
quando sabemos que vivemos
em um planeta aprendiz,
onde portanto existe
homens, e HOMENS!

eu acho que vc gostará
deste blog:

http://oclaro.blogspot.com/

bjus com saudades

BRASIL disse...

Atitude como essa é tipica de um grupo de covardes e maricas, essa escoria podre que ainda existe na sociedade nos dias de hoje (skinheads, neonazistas, ou qualquer outra porcaria) merecem pena de morte!
Pessoas sem cultura, estúpidas, ignorantes e que querem aparecer e se autoafirmar na sociedade.
Esse tipo de pessoa não tem identidade própria, são pessoas que não têm ideologia própria, não têm capacidade de raciocinar por si mesmas e criar uma idéia própria, por isso acabam então procurando uma idéia pronta para defenderem e usarem como filosofia de vida. Resumindo; a pessoa não bota fé no seu taco e tem que usar o taco dos outros!
É muito fácil agredir uma mulher inocente bando de maricas, ainda mais quando se tem uma policia mediocre que apoia indiretamente a violência contra estrangeiros dentro de seu país; pois quem se cala consente!
A policia e o governo da Suécia estão fazendo corpo mole p/ apurar esta ocorrência e punir os assassinos que agrediram e assassinaram os dois bebês da brasileira. Levando em conta isso; ou ele têm rabo preso com os marginais ou estão com medo, ou como disse antes, estão indiretamente apoiando a violência contra estrangeiros dentro de seu país, se for esee o fato eles são tão estupidos e assassinos como os próprios marginais!

BRASIL disse...

CORRIGINDO O POST ACIMA:

MENCIONEI ERRADO O NOME DO PAÍS ONDE OCORREU O CRIME;
MENCIONEI SUÉCIA, SENDO QUE O FATO OCORREU NA SUIÇA.

romeu disse...

Espero bem que a diplomacia Brasileira tome medidas severas e não deixe este crime passar impune, nem passar impune a vergonha que é a atitude das autoridades Suíças que deixam grassar a xenofobia por todo o país.

É uma vergonha o ponto onde isto chegou na Suíça!

Todos os Portugueses estão apoiando o Brasil e o Brasileiros nesta questão! Não fiquem calados perante os Suíços!