Translate...

Sobre você...

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Chute o Lula

sábado, 18 de outubro de 2008

O grande erro no seqüestro de Eloá...


Foi uma tragédia anunciada.
Qualquer especialista em negociação e gerenciamento de conflito é unânime em afirmar que a polícia de São Paulo errou grosseiramente ao mandar de volta ao apartamento, mesmo que tenha sido por vontade própria, Nayara, a refém que havia sido libertada em um primeiro momento... Isso nunca poderia ter sido permitido, e poderia ter resultado numa tragédia maior... Nesta altura é difícil saber quem ou o que motivou tal decisão, mas é consenso geral, e manda a boa técnica nestes casos, que quem negocia conflito não comanda a operação... E isso por uma razão muito simples: estratégia.
Aquele que negocia, tem que poder alegar que “não é ele que está no comando, e que não pode atender esta ou aquela exigência do seqüestrador, e que verá com o comandante da operação o que pode conseguir”... É prematuro afirmar o que ocorreu nos bastidores da operação, mas parece óbvio que em dado momento, a polícia resolveu esperar que os fatos se resolvessem por si só... Vencer o seqüestrador pelo cansaço... Pelas poucas imagens que vi na TV, pude ver ao menos duas oportunidades em que o seqüestrador poderia ter sido alvejado por um atirador de elite e isso não se deu... Preferiram cruzar os braços e apostar em um desfecho milagroso... A polícia paulista tem errado de modo rotineiro nestas situações, mas desta vez foi bizarra... A eliminação do seqüestrador era um risco aceitável diante do desfecho que o caso poderia acabar tendo, como acabou acontecendo.
A jovem Eloá, de 15 anos, foi baleada na cabeça e na virilha esquerda e seu estado de saúde é gravíssimo... A outra jovem que também era mantida refém, foi atingida no rosto e seu quadro de saúde é estável, porém, ela está consciente e consegue falar.
O seqüestrador, Lindembergue Alves, de 22 anos, foi encaminhado para o 6° DP de Santo André e nada sofreu.
A PM de São Paulo é muito mais “precisa” dando tiro em outros policiais, que lidando com seqüestradores.

6 comentários:

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vivian disse...

...erros e mais erros.
culpados e mais culpados.

duas meninas machucadas até
os dentes, e um demente
dando trabalho por aí,

a uma polícia imatura
e inconsequente em seus
atos.

fatos assim devem servir
de lições aos pais que
pela permissividade do
mundo moderno, deixam seus
filhos soltos por aí,
aos 'namoricos' ainda em
tenra idade, e portanto
sem discernimento para saber
com quem estão lidando.

assim penso eu...

bjs

tossan disse...

Um cara louco varrido e uma polícia muito mais doente e confusa. Belo blog

Sérgio Roberto disse...

Vergonhoso... a policia dita especializada e treinada, tomar uma volta de um guri de 22 anos, amador, e sem estratégia, ou qualquer experiencia com esse tipo de situação.
Sai o guri ileso, e uma refén ferida de morte, e a outra com um tiro no rosto.
Vi a entrevista do comandante da operação dizendo que o que impediu um tiro de comprometimento, foi o fato do sequestrador não ter antecedentes criminais e a motivação do sequestro ser passional... Acho que foi covardia mesmo... Agora se a moda pega, cuidado com os namorados....

Ana Paula Duarte disse...

Olá!
Encontrei seu blog como quem não quer nada e quando vi o texto da Eloá tive a certeza que devia comentar...Passe no meu blog depois...Também escrevi sobre o assunto.
Parabéns pelo blog e por essa crítica social!
Abraço!

anderson eduardo disse...

Quem sou eu para afirmar se houve erros.... se errou tem que pagar, mas porque os especialistas que estão aparecendo nao foram aconselhar a policia durante o sequestro?.... poderiam ajudar, já que todos tem saídas claras.... é complicado.... abração e tudo de bom meu caro amigo